Conheça o Sirius, o novo acelerador de partículas brasileiro

Equipamento será a mais avançada fonte de luz síncrotron do mundo

Está em fase final de construção o mais novo acelerador de partículas brasileiro, o Sirius. O equipamento está sendo instalado em Campinas, no interior do estado de São Paulo, e deve custar no total R$ 1,8 bilhão. O governo federal, vem repassando verbas lentamente para a construção do acelerador, mas, em novembro, com investimento já realizado na casa dos R$ 1,3 bilhão, os primeiros testes devem começar a ser feitos.

Quando pronto, o Sirius será o mais avançado acelerador de partículas da sua categoria no mundo inteiro, sendo uma fonte de luz síncrotron. Ele ganha esse nome por ser capaz de lidar com esse espectro de radiação, o que inclui raios-X, luz ultravioleta, infravermelha e mais.

Leia mais…

Share