Brecha de segurança afeta Microsoft Edge e Apple Safari

Microsoft já resolveu o problema, mas a Apple permanece inerte

Uma falha de segurança identificada no Microsoft Edge e no Safari permitia que cibercriminosos enganassem usuários desses dois navegadores web de uma maneira relativamente fácil. Rafay Baloch, um pesquisador de segurança digital independente, percebeu que era possível recarregar e redirecionar uma página web para outro site sem que a barra de endereços desses dois navegadores fossem alteradas.

Em outras palavras, um hacker poderia criar um site fictício de algum portal de banco ou qualquer outra plataforma online de valor e redirecionar os visitantes para endereços forjados sem que eles pudessem ver a verdadeira URL no topo da página. Com isso, um site qualquer poderia se passar por um site de uma instituição financeira, por exemplo, a fim de roubar dados bancários de seus clientes.

Leia mais…

Share